terça-feira, 3 de outubro de 2017

PARA OS QUE NÃO ACREDITAM NO AQUECIMENTO GLOBAL E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

 


 
Segundo um determinado Relatório, o mundo atravessará um periodo de grandes transformações planetárias devido a catástrofes e calamidades nunca vistas com frequência e intensidade tal que poderão ceifar inúmeras vidas humanas e perca de bens incalculáveis, a par de guerras e conflitos generalizados numa luta desigual pela sobrevivência.
 
Esta previsão não vem dos pregadores da Bíblia ou dos falsos profetas que surgem sempre como cogumelos em tempo de chuva anunciando datas de "fim do mundo”, mas sim constam num documento oficial secreto na posse do Governo dos E.U.A. que acabou por transpirar para a imprensa em Fevereiro de 2004.
 
O relatório baseia-se em factos e estudos científicos minuciosos realizados nos últimos anos e tem por título CLIMATE COLLAPSE, THE PENTAGON’S WEATHER NIGHTMERE (Colapso climático, o pesadelo do Pentágono) que é também um pesadelo para toda a Humanidade que verá em menos de uma década o clima em todo o mundo "virar como uma canoa que se inclina pouco a pouco até emborcar de repente»... Essa mudança brusca poderá ocorrer a qualquer momento até ao ano 2020.

 
 
A revista britânica Observer também publicou informações desse Relatório que ganharam repercussão internacional e aos poucos os responsáveis vieram a público confirmar tudo isso que gerou uma onda de protestos por parte de muitos paises que criticaram o facto do Governo dos E.U.A ter escondido essas informações durante muito tempo até que a imprensa as descobrisse.
 
Também no Brasil a revista Carta Capital publicou na altura um excerto sobre o assunto referindo que «as mudanças climáticas deveriam ir além do debate científico para se tornar numa preocupação mundial" e os governos deveriam tomar medidas de prevenção e defesa contra as calamidades que se avizinham, mantendo a população atenta e bem informada, o que não tem acontecido.
 
Não basta uma politica de bastidores e acordos secretos no combate ás alterações climáticas com o recurso à Geoengenharia ou quaisquer outros meios que se julguem necessários para minimizar os efeitos ou impactos do "Aquecimento Global" que se verifica cada vez mais pelo aumento dos degelos polares e da temperatura da água dos Oceanos onde nascem e crescem os Furacões cada vez mais poderosos e frequentes nos tempos que vivemos.

 
 
“Um cenário de mudanças climáticas catastróficas iminentes deveriam ser imediatamente consideradas por todos os paises”, dizem os autores do Relatório, porque haverá “enchentes generalizadas em várias partes do Mundo em consequência do nível das águas dos Oceanos poderem subir 6 ou 7 metros devido aos degelos polares”. 
 
Com o derretimento das geleiras do Ártico, a água doce libertada juntamente com as chuvas intensas que se misturam à corrente do Golfo vai reduzindo sua salinidade. Isto provoca uma alteração na 'correia' transportadora que conduz calor das Caraibas para a Europa Ocidental e esta congelaria pela redução da temperatura média em 3 graus na maior parte do Hemisfério Norte.


 
Este será o efeito contrário provocado pelo “Aquecimento Global” em algumas partes do Mundo, enquanto noutras haverá um aumento de temperaturas em mais de 30% provocando ondas de calor,secas terriveis e incêndios constantes como os que já se vão verificando.
 
O relatório, refere ainda quais as zonas do globo mais susceptíveis de serem afectadas, como o Bangladesh, a Republica das Maldivas, a América Central, a América do Norte e do Sul, parte da Europa, África, Ásia e Oceania.
 
Por fim, “haverá caos na agricultura” e uma «redução significativa na capacidade do planeta sustentar a sua população nos próximos 20 anos”.

Em consequência disso, “as guerras futuras serão por sobrevivência” porque “as faltas de água e energia se tornarão cada vez mais difíceis de superar e haverá cada vez mais insegurança e ameaça à paz internacional sem que haja um “inimigo para apontar nossas armas e não temos controle sobre a situação»... conclui o relatório do Pentágono, sendo este o seu ‘pesadelo’!


 
Na verdade a Guerra contra a Natureza será sempre impossivel de vencer pelos que a desafiam e a desconsideram julgando que ela suporta tudo sem reclamar nada... Ledo engano! Chegou o tempo dela mostrar que seu poder é imensurável e pode neutralizar toda a actividade humana se o pretender. E creio que é isso mesmo que vai acontecer se a Humanidade persistir no erro de comportamentos contrários à vida e preservação das espécies e integridade do Planeta, sendo a humana a sua pior ameaça, não outra.
 
Por isso, chegou o tempo de se tomar uma grande decisão e os homens devem escolher se querem respeitar e preservar a vida na Terra ou continuar suas loucuras rumo à sua própria destruição. Duma forma ou outra será a Natureza quem tem agora, como sempre teve, a “faca e o queijo no mão”...
 
Pausa para reflexão!
Rui M. Palmela

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts with Thumbnails